Skip to content

Machu Picchu – 3º Dia – Mineiros (GO) – Alto Garça (MT)

17/05/2011

O terceiro dia foi marcado pelo nosso primeiro atraso de verdade, e consequentemente a primeira alteração no roteiro original. Até o fim da viagem aprenderíamos que roteiro nada mais é que um guia que se PRETENDE seguir, mas que não necessariamente É seguido (aliás, muito provavelmente não é!).

Até conseguimos acordar cedo, mas demoramos a sair da pousada e depois dos incidentes anteriores decidimos dar uma geral nas motos (essas XTs, vo te falar! 😛 ).  O Rui saiu atrás de uma concessionária Yamaha pra checar o óleo da moto dele e tentar conseguir os amortizadores pra moto do Chaltein. Eu tava meio injuriado com um barulho bem esquisito que minha moto fazia ocasionalmente, acabei desmontando o filtro de ar pra checar, mas nada. Era um barulho de batido forte que ocorria em agumas ocasiões quando a moto pulava ou passava em ondulações fortes, e aparentemente vinha de um lugar bem a frente de mim, ou seja, do filtro. Mas não encontrei nada. O Logan, bom, só ficou lá olhando curioso, já que a BMW não dava sinal nem de resfriado.

O nosso ranger (Chaltein) tinha saído pra arrumar uma oficina pra consertar a coroa da moto dele. Lá, descobriu que a coroa tava trincada. O mecânico da oficina, um muleque de 20 e poucos anos, mandou a coroa pra um torneiro. Isso era por volta das 11h. Esse tal torneiro resolveu pisar na nossa janta e acabou entregando a peça lá pelas 16h. Enquanto esperávamos, dividimos nosso tempo entre torrar no sol com roupa de cordura, almoçar e conversar com o mecânico, onde descobrimos uma história bem bacana.

Ocorre que o tal “muleque de 20 e poucos anos” era nada menos que o dono da oficina onde estávamos. Rafael era o nome. O sujeito tinha começado a trabalhar ainda muito novo na mesma oficina, e ao longo dos anos foi juntando dinheiro. Depois de algum tempo, acabou comprando a oficina do antigo dono, contratou mais empregados (devia ter uns 5) e expandiu os negócios. Hoje dividia o tempo entre sua oficina, sua esposa e seu hobby, que era pilotar carros preparados por ele em pistas de terra. Uma senhora história de onde trabalho árduo pode te levar na vida! Lembro do Chaltein comentar com a gente: “Aí, o que que vale seu diploma universitário agora?”. Vale comentar que o trabalho ficou impecável: falava de mecânica com propriedade, e nos explicava cada detalhe do que estava sendo feito. Além disso ele viu nosso drama na demora e ia toda hora cobrar a peça do tal torneiro.

Rui, Chaltein, Logan e Dangelo

Depois de acertar tudo com o Rafael, seguimos viagem, saindo de Mineiros por volta das 16h30. Obviamente o dia estava praticamente perdido, mas tentaríamos chegar em Rondonópolis, andando 300 km dos 520 planejados inicialmente pra Cuiabá. A noite chegou e pegamos também um pouco de chuva. Paramos num posto em Alto Garça. Estávamos cansados pelo dia exaustivo, estava chovendo e a noite já tinha chegado. Tinhamos andado apenas 150 km.

Na parada do posto, o povo meio que reuniu pra me convencer que era melhor ficar por ali. Bom, tá certo, eu era o cara chato que queria seguir o roteiro. hehe. Não precisou de muito: eu sabia que a idéia de seguir em frente na situação que a gente tava era bem imbecil (embora já tenha feito imbecilidades maiores). Concordei de boas e fomos pra um hotel que vimos logo antes. Como a gente tava bem atrasado, combinamos de acordar beeem cedo, as 4h da manhã, pra aproveitar bem o próximo dia e tentar tirar um pouco do atraso. Terminamos o dia com uma pizza no quarto do hotel mesmo.

Anúncios

From → Machu Picchu

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: